top of page

A sustentabilidade precisa funcionar para as pessoas!



Em 22 de setembro, tivemos uma Reunião de Resultados super importante aqui no Café Apuí Agroflorestal, com todos os envolvidos na nossa Iniciativa. A Amazônia Agroflorestal é uma startup dedicada à sociobioeconomia, cultivando café por meio de sistemas agroflorestais que recuperam áreas degradadas com espécies nativas. Nossa atuação se destaca em Apuí, uma das regiões que mais sofreu com o desmatamento da Amazônia em 2022. Temos uma equipe que se espalha de São Paulo a Apuí, com colaboradores em várias cidades do Brasil. Isso por si só já nos apresenta desafios de gestão consideráveis. Especialmente quando somos uma empresa com um forte compromisso com a sustentabilidade e a missão de crescer para impactar positivamente o mundo.


Nessa reunião conseguimos reunir todos, o que, dadas nossas agendas corridas, é uma conquista por si só. Alcançamos algo que vai além do simples "alinhamento" – mergulhamos profundamente em nossas questões. Compartilhamos os desafios e triunfos de cada pessoa, seja no escritório ou no campo, na equipe de ATER ou na comunicação. Isso nos permitiu humanizar as relações e mostrar o esforço dedicado por cada um para que a inovação em nossa Iniciativa funcione.


No ambiente virtual da videochamada, conseguimos criar uma conexão com o propósito que nos une. Este foi um momento crucial para fortalecer nossos laços e nossa atuação. Quando todos percebem que os demais estão engajados para fazer acontecer no trabalho, a empatia entre colegas floresce. Isso nos ajuda a identificar nossos desafios, mas também destaca o valor do nosso esforço. Em meio à pressão para fazer tudo funcionar, muitas vezes esquecemos de reconhecer e celebrar nossas conquistas. Enfrentamos desafios significativos e é por isso que precisamos valorizar o que já superamos antes de nos lançarmos para o próximo problema.


Momentos como esse também nos lembram que o crescimento sem desenvolvimento sustentável é vazio. Essa mudança de mentalidade já aconteceu há décadas, mas agora precisamos aplicá-la. A verdadeira sustentabilidade só existe quando os benefícios superam os impactos no meio ambiente, nas finanças e nas pessoas. É um "e" e não um "ou". Se qualquer um desses pilares fraquejar, toda a estrutura fica comprometida, e frequentemente são as pessoas que mais sofrem. Se o bem-estar das pessoas não supera os desafios, precisamos repensar nossas motivações. O "sócio" é a primeira parte da "sociobioeconomia", e esta reunião foi uma ótima lembrança disso.


Vamos continuar avançando juntos em nossa jornada sustentável na Café Apuí Agroflorestal!


24 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page